Você brinca com seu filho?


Como anda a sua atenção para o seu filho? Estou falando de uma atenção focada, de se conectar 100% com aquela criança, abrindo mão de qualquer outra coisa.

Tenho notado um número cada vez mais crescente de pais ou de escolas que encaminham crianças para a psicoterapia com pré-diagnóstico de déficit de atenção e hiperatividade, ou simplesmente porque estão brigando, desobedecendo regras ou dando muito trabalho na escola ou em casa.


Pode até ser que essa criança tenha mesmo alguma psicopatologia, não estou descartando essa possibilidade, mas em muitos casos, muitos mesmos, o que verdadeiramente acontece é que essa criança está implorando, gritando por atenção.


“Mas, eu dou atenção para o meu filho”! Será mesmo? Não vale jogar um jogo e ver novela ao mesmo tempo; brincar de bola, reclamando para o marido como foi o dia no trabalho; assistir um filme enquanto fica no WhatsApp; escutar sua história, mas estar focado no preparo do jantar. Quando falo de atenção, estou falando de atenção focada, de se conectar 100% com aquela criança, abrindo mão de qualquer outra coisa. De preferência em alguma atividade em que a criança esteja brincando, explorando, testando suas capacidades e criatividade.


Como já falei algumas vezes, somos seres relacionais, precisamos o tempo todo de um outro que exista por nós, e que valide nossa existência. Imagine, então, a criança, que ainda está aprendendo a “ser”. Ela necessita do olhar cuidadoso de seus pais ensinando, sem tolher sua liberdade de expressão e criação; reconhecendo e reforçando suas conquistas; colocando limites, para que ela adquira noções básicas de riscos e entenda seu lugar no mundo; e, acima de tudo, amando-a e dando abertura para receber de volta esse amor.


Se seu filho recebe tudo isso (que na verdade nem é tanto assim) e não tem de fato uma psicopatologia, é pouco provável que ele se torne aquele garoto ou garota com rótulo de “criança-problema”. A atenção focada tranquiliza, reconhece e valida.


Sabemos que o mundo de hoje é corrido e que o dia, a semana e o mês sempre parecem ter menos horas do que você julgaria necessárias para desempenhar todas as tarefas que precisa. Mas, não tenho dúvidas de que seu filho é sua prioridade, e isso eu nem precisaria estar falando, certo? Então, priorize-o! Organize-se para se entregar de corpo e alma nos momentos em que separar para estarem juntos, brinque com o coração e deixe vir à tona aquela criança que mora dentro de você. Fico em dúvida sobre quem vai se divertir mais, mas tenho certeza que serão momentos incríveis, inesquecíveis e revigorantes, que somente uma verdadeira relação entre pais e filhos pode proporcionar.





#relaçõeshumanas #afeto #conexãohumana #amorverdadeiro #paisefilhos #brincar

POSTS RECENTES

POSTS RELACIONADOS

Posts em breve
Fique ligado...

REDES SOCIAIS

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon